• Univali

  • Seja você também um profissional da construção naval!

  • Curta nossa FanPage

  • Equipe Ubá Suy Aram

    Desafio Solar Brasil

  • ANI

  • Livro de Regras ABS

    ABS - 2008
  • Principais Estaleiros no Mundo

  • Programação de Navios

    Programação de Navios
  • Arquivos

Infraestrutura portuária atrai empresa norte-americana para Itajaí

A indústria Deep Flex, especializada na fabricação de dutos para exploração em águas (pré-sal) quer instalar sua primeira unidade industrial no Brasil e Itajaí (SC) atende às necessidades logísticas da empresa. O prefeito Jandir Bellini e o superintendente do porto de Itajaí, Antônio Ayres dos Santos Junior, receberam os representantes da empresa norte-americana Deep Flex, David Barnes, Donald Bockoven Jr e Kent Castleman, durante a Intermodal 2010, realizada este me em São Paulo (SP). A Deep Flex conta atualmente com uma fábrica piloto nos Estados Unidos e deve construir sua primeira unidade industrial no Brasil. A empresa vai investir inicialmente entre US$ 80 milhões e US$ 100 milhões e gerar 100 empregos diretos. A empresa é pioneira na construção de dutos flexíveis para exploração de petróleo em águas profundas (pré-sal) em material sintético, com custos mais competitivos e em matéria-prima bem mais leves e resistentes que os dutos utilizados atualmente pela indústria petrolífera, que são em aço. “o Brasil responde hoje por cerca de 60% da exploração de petróleo no mundo e foi por isso que escolhemos o País para instalar nossa primeira unidade industrial. A fábrica piloto opera nos EUA desde 2007 e já exporta para diversos países, mas precisamos expandir nossos negócios”, explicou Kent Castleman, um dos representantes da empresa. O diretor do porto, Robert Grantham, garante que Itajaí atende às necessidades da indústria, que precisa se instalar em área próxima de um porto, para poder embarcar seus produtos, com grandes dimensões e que necessitam de logística especial. “Nosso Complexo Portuário supre todas as necessidades da empresa com relação à área para construção, uma vez que existe bastante espaço contiguo a alguns de nossos terminais portuários”, afirma.

Por GlobalOnline

Fonte: Conexão Marítima

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: