• Univali

  • Seja você também um profissional da construção naval!

  • Curta nossa FanPage

  • Equipe Ubá Suy Aram

    Desafio Solar Brasil

  • ANI

  • Livro de Regras ABS

    ABS - 2008
  • Principais Estaleiros no Mundo

  • Programação de Navios

    Programação de Navios
  • Arquivos

Volvo Ocean Race – Notícias

Auckland (Nova Zelândia) hospeda este fim de semana a Volvo Ocean Race e a saída da 5 º Etapa da regata

A quinta regata da Volvo Ocean Race 2011-12 será realizada na madrugada de amanhã (17) em Auckland (Nova Zelândia), uma semana depois que Groupama Sailing Team que estava na frente na linha de chegada da etapa 4. As seis equipes tiveram que revisar e por á postos suas embarcações em tempo recorde com um olhar para a prova costeira de esta noite e na etapa 5, que começam na madrugada de domingo.

A saída da regata de in-port será realizada as 14:00 horas de sábado. Cerca de 60 minutos, a frota irá competir ao longo de um percurso entre bóias, posto em Waitemata Harbour, Auckland, a meia milha a partir da Vila da Regata. Desta vez, a Comissão de Regatas deu uma pista de corrida diferente dos ultimos quatro, distintos até à data (Alicante, Cidade do Cabo, Abu Dhabi e Sanya), com duas configurações possíveis, dependendo do tempo. A previsão indica ventos na vizinhança de 15 nós á leste.

O que permanece inalterado é o sistema de pontuação: O vencedor da in-port de Auckland,registra seis pontos para a sua somatória, em segundo cinco pontos e o terceiro quatro , em quarto três, em quinto dois pontos e sexto um ponto. A Equipe Telefonica e Abu Dhabi Ocean Racing disputam o reinado da corrida in-port, com duas vitórias cada uma até agora. A equipe Iker Martinez  venceu na Cidade do Cabo e Sanya, o Ian Walker, em Alicante e Abu Dhabi . CAMPER com a Emirates Team New Zealand buscam explorar o fato de equipe local para quebrar a hegemonia de seus dois rivais.
 


A Equipe Telefonica lidera a provisória 2011-12 da Volvo Ocean Race depois de quatro etapas e quatro corridas in-port.

 
 

A corrida in-port em Auckland será transmitido ao vivo via http://volvooceanrace.com/en/home.htmla partir de 01:45 hs a.m no sábado.

A etapa rainha começa domingo,
exatamente 24 horas após o sinal de saída no in-port em Auckland, os barcos começarão a rota da Etapa 5. A rainha, considerado o estágio da Volvo Ocean Race é executado para 6,705 quilômetros de Auckland até Itajaí (Brasil), incluindo sempre o formidável Pacífico Sul, atravessando os bramidos 40 rugidos e 50 uivantes para o místico Cabo Horn, no extremo sul das Américas onde se junta o Oceano Pacífico e o Oceano Atlântico. Em algum momento se pode quebrar o recorde de distância percorrida em 24 horas nesta área.

Toda a frota concordou em considerar esta etapa de referência da Volvo Ocean Race. De acordo com Pepe Ribes, capitão da equipe Telefónica: “A coisa principal nesta fase é não quebrar o barco. Esta fase é historicamente muito difícil, um clima muito ruim, muito frio e muitas ondas em um mar muito propício e forte. Ela será inevitável saber quando parar e quando parar para não quebrar o barco ou tripulação. Nós teremos vento de través de 30 a 35 nós, vento de popa da mesma intensidade e as condições de navegação muito complicadas. É realmente um sprint, porque daqui para o Cabo Horn, vamos demorar 10 dias: será muito forte, muito intenso, muito curto e muito rápido “, diz o alicantino.
 
De acordo com Ian Walker, comandante de Abu Dhabi Ocean Racing: “É um retorno ao espírito de aventura que caracterizou a Whitbread no seu dia, um clássico. Para os novatos, a passagem em torno do Cabo Horn é o equivalente a escalar o Everest. “

Segundo Stu Bannatyne, co-padroeira da CAMPER com a Emirates Team New Zealand: “É sem dúvida o trecho mais extremo da corrida, com navegação muito rápido e habilidade para surfar ondas realmente grandes. Hoje é mais perigosa porque os barcos são mais rápidos, por isso temos que ser extremamente cautelosos com a segurança da tripulação e do barco. “

Mike Sanderson, capitão do Team Sanya, concorda com Pepe Ribes que a chave de partida é encontrar o equilíbrio entre segurança e desempenho: “Você vive em relatórios de posição de encosta, outros estão a pressionar mais do que você, mas você nunca sabe se está perto do limite, até você utrapassa eles, e então seu mundo se desmorona. “
 


O risco real causado por icebergs que de desprendeu da Antártida, forçou a organização a estabelecer limites na rota, fazendo com que a frota descreva o seu caminho para o Cabo Horn, evitando a tentação de procurar um atalho más  para o sul.

A saída do Etapa 5 será transmitida ao vivo as 01:45 hs da manhã no domingo no http://volvooceanrace.com/en/home.html, e gravada pelo Canal 9 em http://www.rtvv.es às 11:00 h.

VOR em imagens atualizadas de Auckland – Nova Zelândia:
Fotos de : Marc Bow/Volvo Ocean Race

Traduzido por: Blog Naval Univali

Fontes: Volvo Ocean Race

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: