• Univali

  • Seja você também um profissional da construção naval!

  • Curta nossa FanPage

  • Equipe Ubá Suy Aram

    Desafio Solar Brasil

  • ANI

  • Livro de Regras ABS

    ABS - 2008
  • Principais Estaleiros no Mundo

  • Programação de Navios

    Programação de Navios
  • Arquivos

Itajaí está pronta para receber a Volvo Ocean Race

Está quase tudo pronto para a Parada de Itajaí da Volvo Ocean Race. O maior evento de vela oceânica do mundo receberá mais de 150 mil pessoas a partir do dia 4 de abril na cidade catarinense e a estrutura já está em processo final de montagem. A organização recebeu, em mais de 100 containers vindos da China, o material para deixar impecável a Vila da Regata com atrações que vão de cinema 3D a simulador de regatas. Até o fim de semana, os profissionais da área devem finalizar a instalação. Já os barcos que disputam a aventura chegam ao Brasil no final da semana que vem, caso não ocorra nenhuma avaria.

Nesta terça-feira (27), os representantes do Comitê Organizador da Parada de Itajaí receberam a imprensa para apresentar a Vila da Regata e todas as ações esportivas, de sustentabilidade e de turismo relacionadas a Volvo Ocean Race. As autoridades presentes garantiram que as exigências do caderno de encargos foram cumpridas e a cidade pode sediar em grande estilo a regata.

“Itajaí e o Brasil estão de parabéns pela capacidade de organização e por seguir todas as incumbências desse evento. Desde 2010, quando a cidade foi escolhida, muita coisa mudou para melhor. Tenho certeza que a Parada será do mesmo nível das outras já realizadas”, relata Ola Astradsson, organizador da Volvo Ocean Race.

A expectativa é de que a parada traga benefícios para a cidade: em 2008, o impacto econômico positivo na cidade de Galway, na Irlanda, foi de U$ 58.8 milhões. O nome de Itajaí também será mostrado ao mundo pelo fenômeno de comunicação da Regata de Volta ao Mundo, que espera atingir 3 bilhões de pessoas nesta edição.

“O envolvimento da população no evento foi fundamental para chegarmos até aqui. O engajamento é verificado em partes fundamentais para o desenvolvimento do município. É uma oportunidade de ouro, como se fosse a Copa do Mundo de futebol. Tudo isso deixará um legado para a região e mostrará que o povo catarinense tem capacidade de organização”, explica o presidente do Comitê, Amílcar Gazaniga.

O secretário de Estado do Desenvolvimento Econômico Sustentável, Paulo Bornhausen, acrescenta que o evento mostrará para o Brasil e para o mundo as potencialidades do catarinense, principalmente no setor de meio-ambiente.

“Tiramos mais de 5,5 toneladas de lixo do rio Itajaí para a Volvo Ocean Race. Esse é mais um exemplo. Todas as ações são a longo prazo e vão beneficiar a população. O objetivo é envolver mais a população e mostrar que sabemos cuidar dos nossos recursos hídricos”

A escolha de Itajaí para sediar a única parada da VOR na América do Sul foi motivada pela localização privilegiada do município, inserido no centro de um grande pólo populacional, próximo ao Balneário de Camboriú e a apenas sete quilômetros do Aeroporto de Navegantes, a 81 quilômetros do Aeroporto de Joinville e a 106 quilômetros do Aeroporto de Florianópolis. O fato da cidade possuir uma boa infraestrutura portuária e também infraestrutura para apoio às embarcações nos estaleiros e demais empresas ligadas a indústria náutica também pesou na escolha de Itajaí para ser a parada da América Latina.

O staff da Volvo Ocean Race também fez nesta terça-feira uma simulação de resgate, que contou com profissionais, especializados, helicóptero e médicos. O procedimento é padrão em todas as paradas.

Equipes estão definindo melhor trajeto rumo à Itajaí – O Groupama é o atual líder do trajeto até a cidade catarinense e acabou de passar pela “zona de gelo” determinada pelos organizadores para evitar imprevistos ao norte da Antártica. Bem próximo está o Puma, que pretende recuperar-se no campeonato.

Enquanto isso, o Camper decidiu encarar uma rota em direção ao Chile, para fazer reparos no casco e retomar o caminho para Santa Catarina o mais breve possível. Quem também teve problemas no casco foi o Telefónica, primeiro colocado na classificação geral. O barco espanhol vem navegando devagar e fará uma parada na Argentina, no porto de Ushuaia buscando também uma vantagem sobre os demais competidores na definição da quinta perna.

O Sanya já está em Tauranga, na Nova Zelândia, para fazer os reparos necessários na estrutura do VO70. Por conta disso, o comandante Mike Sanderson anunciou que eles irão direto para Savannah, nos Estados Unidos, e não disputarão a sexta perna (Itajaí-Miami).

“Estamos um pouco chateados, mas tentamos manter a mente ocupada e nos concentrar no que existe de agora em diante. Nós faremos acontecer e estaremos de volta antes que possam imaginar”, afirmou o neo-zelandês.

Na última posição da quinta perna está o Abu Dhabi, que pretende cruzar o arquipélago da Terra do Fogo, sul do Chile, até este domingo (1).

A Parada – Considerada a maior regata de volta ao mundo do planeta, a Volvo Ocean Race (VOR) passa por Itajaí em abril. A programação começa no dia 04, com a chegada dos barcos, e segue até dia 22, com a largada para Miami. Nesse período, o coração da regata será a Vila da Regata (Race Village), que deve receber mais de 150 mil pessoas.

O público que passar pelo local terá uma série de atrações pela frente. A programação cultural conta com shows – estão previstas atrações para todos os públicos, de Paralamas do Sucesso a Jorge Aragão – e ações sustentáveis. O roteiro esportivo tem simuladores de vela, cinema 180º (The Dome) e cinema 3D. Além disso, a Expo Náutica Brasil, feira de produtos e serviços voltados ao setor, também será realizada em conjunto com a parada.

“As obras de infraestrutura da Race Village iniciaram ainda em 2011 e os equipamentos para a montagem da estrutura final já foram desembarcados e os pavilhões estão em fase de montagem. Agora aguardamos apenas a chegada dos velejadores para darmos início a esse importante evento esportivo”, afirma o presidente do Comitê Central Organizador do Itajaí Stopover, Amílcar Gazaniga.

Possibilidades de negócios – Itajaí e Santa Catarina como um todo terão uma excelente oportunidade de desenvolver negócios e impulsionar o turismo durante a parada da Volvo Ocean Race. “O estado e município ganharão grande promoção com a presença de turistas, potenciais investidores e jornalistas de todo o mundo, além de poderem expor seus produtos para visitantes de todo o planeta”, diz o prefeito Jandir Bellini. Sua projeção tem base em resultados obtidos em edições passadas da regata, onde constatou-se que os municípios que sediaram paradas obtiveram significativos incrementos na economia local e regional.

Exemplo disso ocorreu em Galway, na Irlanda, em 2009. O impacto econômico positivo foi de U$ 58.8 milhões. Desse montante, U$ 36.5 milhões foram gastos no município somente por espectadores da regata oriundos de outras localidades. Em mídia, a audiência em redes mundiais de televisão foi de aproximadamente 1,32 bilhão de expectadores e a audiência mundial em redes de rádio somou 1 bilhão de ouvintes. “A realidade de Galway é muito parecida com a de Itajaí”, acrescenta Bellini.

No Brasil, as últimas passagens da VOR ocorreram no Rio de Janeiro, nos anos de 2006 e 2009. Em 2006, foram registrados aumentos na ocupação da rede hoteleira carioca de 6,66% e 3,24% nos meses de março e abril, respectivamente, em comparação com igual período de 2005. Já nos meses de março e abril de 2009 a taxa de ocupação dos hotéis do Rio de Janeiro aumentou em 5,42% e 10,4%, em comparação a março e abril de 2008. As informações são baseadas em números da Associação Brasileira da Indústria de Hotéis (ABIH), seção Rio de Janeiro, que credita o avanço à realização da regata.

Investimentos para a cidade receber a regata – A intenção dos organizadores da etapa brasileira da Volvo Ocean Race é trabalhar para promover Itajaí e Santa Catarina para os 3 milhões de visitantes esperados nas oito paradas da regata, além de inserir o estado e município na mídia da edição 2011/2012 da regata, que deve atingir mais de 3 bilhões de pessoas que acompanham a regata pela TV e internet, e mesmo em todas as paradas da competição.

Durante a parada em Itajaí, o público ainda terá uma verdadeira plataforma de entretenimento, envolvendo todos os aspectos da regata, como cinema 360 graus em alta definição, regatas de barcos com rádio controle, competição de manusear cabos das embarcações, visita aos veleiros participantes, simulador de regatas, além de shows musicais, atividades culinárias e palestras, entre outras atrações. A Parada Itajaí é uma realização da iMx.

Os setores envolvidos com o turismo da região já se preparam para parada da Volvo Ocean Race em Itajaí, em abril de 2012. Para sediar o evento, o município concorreu com cidades como Rio de Janeiro, Angra dos Reis e Santiago do Chile. A prova tem a característica de transformar a localidade sede em referência no turismo, como aconteceu com Alicante, na Espanha, e Galway na Irlanda, que tinham esta atividade moderada e hoje apresentam expansão no setor.

Volvo Ocean Race aposta em voluntários – Em Itajaí e em todas as paradas da Volta ao Mundo, voluntários terão a oportunidade de desenvolver suas habilidades, falar uma nova língua e melhorar o currículo. Por isso, a Universidade do Vale do Itajaí (Univali) recebeu 598 cadastros de jovens interessados em fazer parte da Volvo Ocean Race, em abril.

Os voluntários escolhidos irão atuar em várias funções dentro da Vila da Regata, Volvo Experience, Hospitality, Race for the Ocean, Escola da Regata, Operações da Vila da Regata, Volvo Cars, além de trabalhar na área de comunicação e no pavilhão do evento.

A fluência no idioma inglês foi um dos requisitos básicos em todas as funções, além de experiências específicas nas áreas das vagas.

Atividades – As ações de sustentabilidade marcam a Parada de Itajaí da Volvo Ocean Race 2011/2012 e prometem ser o diferencial do evento. A cidade já recebeu dois importantes eventos: o Dia Mundial da Água, com 300 crianças tendo aulas de educação ambiental, e o histórico “Juntos pelo Rio Itajaí”, que mobilizou mais de 30 embarcações e 400 participantes em um mutirão de limpeza do rio, com o envolvimento de agências governamentais das esferas federal, estadual e municipal.

O “Itajaí Stopover Sustentável” é uma realização do Governo de Santa Catarina, por meio da Secretaria de Estado do Desenvolvimento Econômico Sustentável (SDS), e conta com a parceria de organizações e empresas locais antes e durante a Volta ao Mundo. A estimativa é impactar 1.162.209 milhão de habitantes em 30 municípios catarinenses durante seis meses.

A pasta apoiará também o programa da Volvo Ocean Race “Mantenha os Oceanos Limpos”, pelo qual serão realizados mutirões nas praias da cidade. O programa irá mobilizar cerca de 30 municípios da região, mais de 30 embarcações e 400 participantes.

“Somos líderes nacionais em sustentabilidade e mostraremos isso durante a Volvo Ocean Race”, destaca o secretário Paulo Bornhausen. No evento, as ações de conscientização estarão voltadas para a bacia hidrográfica do Rio Itajaí, um sistema vital para o equilíbrio ecológico de toda a região do Vale do Itajaí.

Na Vila da Regata, a SDS terá um estande educativo, onde serão apresentados alguns projetos de sustentabilidade do Governo do Estado e de instituições engajadas na preservação da bacia do Rio Itajaí. Conceitos de sustentabilidade deram origem a um jogo interativo que estará à disposição dos visitantes.

Quem passar pelo local poderá conferir também uma maquete da bacia hidrográfica, com informações históricas, culturais e geográficas da região banhada pelo Rio Itajaí e seus afluentes. O estante contará ainda com imagens do projeto de levantamento aerofotogramétrico do território catarinense – realizado pelo Governo do Estado, por meio da SDS -, com alta resolução e precisão.

Veja a programação náutica de Itajaí:

4/4 (quarta-feira) – Abertura do Race Village e chegada dos barcos
12/4 (quinta-feira) – Clinicas de Regatas
13/4 (sexta-feira) – Clinicas de Regatas
14/4 (sábado) – Regatas de Optimist
15/4 (domingo) – Regatas de Optimist
20/4(sexta-feira) – Regata Pro-Am
21/4 (sábado) – Regata do Porto
22/4 (domingo) – Largada para Miami

Credenciamento para cobertura do evento – Já os profissionais de imprensa que forem cobrir a Volvo Ocean Race, em Itajaí, a partir do dia 4 de abril, devem solicitar seu credenciamento diretamente no site oficial do evento por meio do link : https://www.volvooceanrace-accreditation.com/

Fontes: VOR Itajaí

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: