• Univali

  • Seja você também um profissional da construção naval!

  • Curta nossa FanPage

  • Equipe Ubá Suy Aram

    Desafio Solar Brasil

  • ANI

  • Livro de Regras ABS

    ABS - 2008
  • Principais Estaleiros no Mundo

  • Programação de Navios

    Programação de Navios
  • Arquivos

Movimentação fluvial teve crescimento de 7,25%, segundo a ANTAQ

A Agência Nacional de Transportes Aquaviários (Antaq) divulgou balanço anual de 2011 informando que a movimentação de cargas por meio fluvial no Brasil alcançou 79,814 milhões de toneladas. Os dados apontam crescimento de 7,25%, na comparação com o total de 74,419 milhões de toneladas movimentadas em 2010.

Os dados do balanço apontam que 25,143 milhões de toneladas foram transportadas pela chamada navegação interior, das quais 8,906 milhões de toneladas o foram nas hidrovias estaduais, 10,307 milhões de toneladas, nas interestaduais, e 5,699 milhões, em trechos internacionais. Cerca de 230 mil toneladas foram transportadas em percursos não identificados.

A Antaq revela que 22,325 milhões de toneladas de carga trafegaram em rios pela modalidade de cabotagem e outros 32,344 milhões de toneladas por navegação de longo curso.

Mais da metade da carga passou pela Bacia Amazônica (49,232 milhões de toneladas). A Bacia Tocantins-Araguaia ficou em segundo lugar, ao movimentar um volume de 23,736 milhões de toneladas.

O minério de ferro representou 21,33% do total transportado por navegação interior, com 5,322 milhões de toneladas, seguido por soja (4,237 milhões).

Na navegação por cabotagem, a bauxita liderou com 14,294 milhões de toneladas, o que representa 64,03% do volume total da modalidade. Combustíveis e óleos minerais aparecem na sequência com 5,169 milhões de toneladas.

A navegação por longo curso movimentou 6,518 milhões de toneladas de bauxita, superando o volume de 5,295 milhões de toneladas de minério de ferro.

Cabotagem

Cargas transportadas por cabotagem marítima, ou seja, navegação próxima à costa brasileira de um porto ou terminal para outro, somaram 133,275 milhões de toneladas. A quantidade representa um aumento de 1,96% em relação às 130,708 milhões de toneladas trafegadas em 2010. Dos números de 2011, 76,74% referem-se a combustíveis e óleos minerais (102,270 milhões de toneladas), seguidas da bauxita (14,813 milhões de toneladas).

O balanço indicou que na modalidade de navegação de longo curso oceânico foram embarcados 514,739 milhões de toneladas no ano passado, com desembarques de 143,347 milhões de toneladas.

Com as informações – Maria Carolina de Ré / Agência Estado

Fonte: Portal Marítimo

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: