• Univali

  • Seja você também um profissional da construção naval!

  • Curta nossa FanPage

  • Equipe Ubá Suy Aram

    Desafio Solar Brasil

  • ANI

  • Livro de Regras ABS

    ABS - 2008
  • Principais Estaleiros no Mundo

  • Programação de Navios

    Programação de Navios
  • Arquivos

Festival Náutico em Balneário Camboriú movimenta R$ 40 milhões

Volume de negócios com venda de iates, carros de luxo, motos, helicópteros e empreendimentos imobiliários cresceu 30%      

Pouco mais de 10 mil pessoas bateram pernas entre quinta-feira e domingo no festival Náutico da Marina Tedesco, em Balneário Camboriú. Ainda assim, o evento se firmou com um dos mais importantes do mercado no setor náutico do país. O volume de negócios prospectados e firmados nos quatro dias de exposição atingiram a espantosa marca de R$ 40 milhões, comemora a empresária Juliana Tedesco dos Santos, diretora-executiva da mais moderna marina de Santa Catarina.
Os visitantes conheceram na feira as 50 novidades em iates e outras grandes embarcações, além de carros de luxo, helicópteros e gigantes empreendimentos imobiliários, abriram a mão. Os R$ 40 milhões em acordos firmados representaram mais de 30% em relação aos negócios fechados na edição do ano passado. “O Festival Náutico da Tedesco se consagra como um dos principais eventos do setor náutico nacional, tanto pela qualidade das marcas expositoras quanto pelo volume de negócios gerados”, diz Juliana.
Grandes representantes e marcas como a Audi Helicópteros, a Top Car, que vende carros como os Mini e motos da BMW, a Yacht do Brasil, que representa a famosa Azimut (líder mundial no mercado de iates de luxo), estavam entre as 18 empresas expositoras na 6ª edição da feira Náutica da Marina Tedesco.

Santa Catarina entre os três maiores mercados do setor

O estado é considerado top quando o assunto é o mercado de grandes lanchas de passeio. “Santa Catarina é, com certeza, hoje, um dos principais polos náuticos do país e tem todas as características para se desenvolver cada vez mais”, aposta o executivo Davide Breviglieril, CEO (chefe) da italiana Azimut no Brasil.
A empresa que Davide dirige, a partir da sua fábrica em Itajaí, é considerada a maior fabricante de iates de luxo do mundo. “O clima agradável durante o ano todo e uma ampla costa com belezas naturais paradisíacas fazem do país um excelente local para navegação”, avalia.
Quando o assunto é ranking nacional, a empresária Juliana Tedesco encosta Santa Catarina em mercados já sedimentados como o do Rio de Janeiro e São Paulo. E este, acredita a dirigente da marina Tedesco, é um setor que ainda tem muito a ganhar por aqui. “Continua em expansão, tem muito a crescer e está crescendo de forma acelerada. Só no estado hoje são 27 estaleiros”, analisa.

Setor náutico tem potencial pra crescer ainda mais, apontam especialistas do ramo

Juliana não tem dúvidas de que investimentos em marinas de ponta, com alta tecnologia de serviços, como a própria Tedesco, ajudaram a fazer com que Santa Catarina despontasse como referência nacional. “Isso movimentou o mercado de venda de embarcações e, conseqüentemente, toda a cadeia produtiva que envolve o mercado náutico”, completa.
A capacidade que o brasileiro passou a ter para comprar embarcações também tem ajudado o setor a se desenvolver, aponta ainda a executiva. “O mercado náutico nacional hoje atinge vários públicos, desde embarcações de valores mais acessíveis até embarcações de alto luxo, assim como a facilidade de financiamentos, que ajuda a impulsionar o mercado”, conclui.
O chefe da Azimut no Brasil também não tem dúvidas que há mais potencial de crescimento. “Ainda há muito a ser explorado: infraestrutura, implantação de marinas, melhorias nos acessos, entre outros, que fazem parte do desenvolvimento”, lista. Pra Davide, além das características geográficas do país, essa expansão do mercado náutico nos últimos 10 anos está ligada diretamente ao modelo econômico adotado pelo país. “O fortalecimento da economia, a abertura dos mercados e o aumento do poder aquisitivo dos brasileiros tornou possível o acesso a novas tecnologias, modelos e qualificações”, afirma.
Eventos como o da Marina Tedesco, compara Davide, demonstram como o setor está aquecido. “O Festival Náutico da Marina Tedesco é um exemplo do crescimento desse mercado onde os revendedores apresentam opções de embarcações a um público qualificado”, diz. A Azimut, através de sua representante Yacht, tinha alguma de suas grandes embarcações expostas no festival. Entre elas, várias fabricadas em Itajaí.

Fonte: Diarinho

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: