• Univali

  • Seja você também um profissional da construção naval!

  • Curta nossa FanPage

  • Equipe Ubá Suy Aram

    Desafio Solar Brasil

  • ANI

  • Livro de Regras ABS

    ABS - 2008
  • Principais Estaleiros no Mundo

  • Programação de Navios

    Programação de Navios
  • Arquivos

Estudos viabilizam nova bacia de evolução em Itajaí

Simulações e modelagens aprovam construção da estrutura no complexo portuário

 
Antonio Ayres dos Santos Jr, superintendente do Porto de Itajaí, diz que obra é fundamental para a competitividade do complexo
(Foto: Ronaldo Silva Jr)
 
Representantes do setor portuário de Itajaí apresentaram na última semana os estudos de viabilidade técnica para a construção da nova bacia de evolução do Complexo Portuário da cidade. Simulações e modelagens matemáticas foram realizados pela empresa holandesa Arcadis e custeados pelos dois principais terminais portuários do Complexo: APM Terminals Itajaí e Portonave
 
O objetivo é garantir a competitividade do Porto de Itajaí e dos demais terminais instalados às margens do rio homônimo, com a construção de uma bacia de manobras com o diâmetro de 450 metros e que possibilitará operações com navios com até 336 metros de comprimento e 48,2 metros de boca. 
 
Hoje, o Complexo conta com uma bacia de evolução de 400 metros de largura, que possibilita manobras de cargueiros com até 294 metros. “Essa obra é fundamental para que o complexo portuário continue no mercado, uma vez que a navegação vem operando com navios cada vez maiores, o que é uma tendência mundial”, explica o superintendente do Porto de Itajaí, Antonio Ayres dos Santos Júnior. “O complexo precisa estar preparado para competir de igual para igual com todos os portos do Sul do Brasil”, completa o superintendente da APM Terminals Itajaí, Ricardo Arten.
 
Segundo Ayres, os estudos para a implementação da nova bacia tiveram início em setembro de 2010, com a revisão do Plano de Desenvolvimento e Zoneamento (PDZ) do Porto de Itajaí. Na sequência ocorreu a contratação da Arcadis para a realização dos estudos de viabilidade técnica.
 
“Nossa intenção é contratarmos o projeto executivo em novembro deste ano, para que a obra seja licitada e esteja com licenciamento ambiental expedido em 2013 e esteja concluída até maio de 2014”, acrescenta Ayres. O investimento previsto gira em torno de R$ 100 milhões e tratativas junto ao Banco Nacional do Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) já estão em andamento.
 
Possibilidades
 
O projeto da nova bacia de evolução iniciou com três possibilidades de local, sendo que duas foram descartadas após os estudos de modelagem matemática e simulações por computador. Surgiu uma quarta possibilidade, a jusante do Porto Público e terminais APMT e Portonave, que segundo os estudos apresentados pelo engenheiro representante da Arcadis, Luitze Perk, é a melhor opção. 
 
Porém, a localização exige que os navios atraquem de ré. “Mas esse é um procedimento totalmente seguro pelo que constatamos em nossos estudos”, garante Perk. “O próximo passo agora é fazermos as constatações in loco, para que possamos concluir a fase de estudos e darmos início ao projeto executivo”, diz o especialista. 
 
O local apontado pela Arcadis, que fica em frente a área onde será instalado o Centro Comercial Portuário (Vila da Regata), além de oferecer maior segurança às manobras, deve apresentar um custo de implementação significativamente menor, uma vez que reduz as áreas a serem desapropriadas.
Linha direta

Fonte:
www.noticenter.com.br

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: