• Univali

  • Seja você também um profissional da construção naval!

  • Curta nossa FanPage

  • Equipe Ubá Suy Aram

    Desafio Solar Brasil

  • ANI

  • Livro de Regras ABS

    ABS - 2008
  • Principais Estaleiros no Mundo

  • Programação de Navios

    Programação de Navios
  • Arquivos

ENAV – Encontro Nacional dos Estudantes de Engenharia Naval

Por Murilo Gamper

Entre os dias 15 e 19 de outubro de 2012, foi realizado, na cidade de Rio de Janeiro, o 8º Encontro Nacional dos Estudantes de Engenharia Naval, que visava reunir estudantes da área naval de várias instituições. As instituições presentes eram UFPA, UFPE, USP, FATEC JAHU, UFSC, UNIVALI, FURG, e as instituições que estavam organizando o evento, UEZO e UFRJ.

O Enav é um evento que, desde a sua primeira edição, é composto por palestras, minicursos e workshops ministrados por profissionais da área naval, e tinham como objetivo abordar assuntos que, às vezes, não são mostrados em sala. E esse ano, o evento também trouxe aos seus visitantes, a oportunidade de ir em visitas técnicas, como no Arsenal da Marinha, na Fragata União e no Porta Aviões São Paulo.

Quando se fala em arsenal, logo se lembra em armas, mas o Arsenal da Marinha do Brasil não é apenas armas, e sim um lugar onde se constrói e reparam as embarcações da união.

Andando pelo Arsenal, nota-se a existência de três diques secos, galpões para instalação elétrica e mecânica, entre outras coisas. É como um estaleiro, mas de propriedade da Marinha do Brasil.

Dique Almirante Regis, no Arsenal da Marinha do Brasil. Foto: Murilo Gamper

A segunda visita técnica foi na fragata Independência onde pôde-se ver o veleiro Cisne Branco. Os visitantes puderam conhecer algumas salas da fragata, como também a praça de máquinas, cabine de comando, conveses, etc.

Vista de proa ao veleiro Cisne Branco. Foto: Murilo Gamper

Vista lateral do  Veleiro Cisne Branco. Foto: Murilo Gamper

Além de entrar na fragata, ver o veleiro Cisne Branco e outros barcos da Marinha, pôde-se também apreciar a paisagem da baía de Guanabara com muitos navios e uma plataforma.

O terceiro dia de visita técnica foi o mais concorrido para conseguir uma vaga. Este dia foi de visitar o Porta Aviões São Paulo. Os visitantes conheceram, além da pista, a cabine de comando e outros departamentos do navio. Como a pista desta embarcação é menor que a de um aeroporto, ela possui mecanismos que fazem com que o avião decole e freie com mais força. De cima da pista também pôde-se apreciar a vista para a baía de Guanabara, também com muitas embarcações.

Trilho de lançamento de aviões. Foto: Murilo Gamper

Além de visitas técnicas, workshps, palestras, minicursos, o evento também tinha momentos de confraternização, de forma que todos os participantes pudessem se descontrair, trocar ideias e/ou falar de experiências. Nesses momentos de confraternização, era a escolha de cada participante escolher o colega como contato pessoal ou profissional (neste caso, pode-se chamar de network).

Em resumo, no período deste evento, o participante teve a oportunidade de ver as belezas naturais da cidade do Rio de Janeiro, conhecer a noite badalada, aprimorar o conhecimento na área naval e também fazer grandes contatos. Ou seja, pôde-se aproveitar o lado bom de tudo.

Participaram deste encontro, 400 acadêmicos de diferentes instituições do país!

Vida longa ao ENAV!

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: