• Univali

  • Seja você também um profissional da construção naval!

  • Curta nossa FanPage

  • Equipe Ubá Suy Aram

    Desafio Solar Brasil

  • ANI

  • Livro de Regras ABS

    ABS - 2008
  • Principais Estaleiros no Mundo

  • Programação de Navios

    Programação de Navios
  • Arquivos

Dicas: Nós de Marinheiro – arte e glossário

Arte de Marinheiro

|Os nós de marinheiro, como o próprio nome já diz, são usados em navios e barcos à vela. Antes de saber como fazer cada um deles, é necessário entender a Arte de Marinheiro. Para quem nunca ouviu falar, trata-se de um conjunto de técnicas que consistem em saber aparelhar adequadamente um navio à vela. – blogdoorium 

Naquele tempo de marinharia, vapozeiros e afins, era extremamente necessário saber os tipos de nós e cabos, pois era uma conhecimento importantíssimo de sobrevivência e que solucionavam diversos problemas.

O dialeto utilizado nos trabalhos com cabos passou de geração por geração, até incluir-se oficialmente no dicionário marítimo.

Glossário:

Abotoar:  – Amarrar ou ligar fortemente dois objectos com botões.
Alar:  – Puxar cabos;
Alça:  – aselha feita no chicote ou num seio de um cabo para receber um trambelho ou passar outro cabo.
Bitola: – diametro de um cabo.
Chicote:  – extremidade de um cabo.
Cochim: – entrelaçado de cabos com diversas aplicações a bordo, como defensas, capachos, etc.
Costura:  – trabalho feito nos chicotes de dois cabos para os unir definitivamente ou num cabo apenas para fazer uma mãozinha.
Cote:  – volta que se dá como a laçada, mas, depois em vez de o chicote ficar na posição que permite apertá-lo, se puxa por ele na direção do vivo do cabo, ficando assim mordido.
Descochar: – separar os cordões de um cabo para o desfazer.
Embotijar:  – Cobrir completamente um cabo com um entrelaçado de fio ou merlim.
Emendar:  – Acrescentar cabo.
Esganar:  – Dar voltas em cruz, comprimindo outras já dadas em botão, cosedura, etc.
Espicha:  – instrumento para trabalhar cabos. Usa-se para alargar os cordões.
Falcaça:  – trabalho feito nos chicotes dos cabos para não descocharem.
Forrar:  – Cobrir completamente um cabo com uma camada de voltas redondas de fio ou merlim.
Gacheta:  – Entrelaçado de cabo, com vários aspectos usado em trabalhos de adorno.
Gornir:  – Enfiar o cabo pelo gorne (abertura).
Mão: oMãozinha:  – espécie de alça num chicote.
Meia Volta:  – cabo que circunda uma única vez.
Morder:  – Entalar ou apertar o cabo para impedir que corra.
Nó:  – entrelaçamento de cabos, quer para os unir, quer para os ligar a um objecto.
Pinha:  – espécie de cabeça de cordões entrelaçados geralmente nos chicotes.
Recorrer:  – Deixar correr as voltas dadas sem as desfazer, folgando-as ou aliviando-as.
Sapatilho:  – aro em meia-cana de forma oval para reforço das alças.
Seio:  – a parte de um cabo que fica entre os chicotes.
Socar: – Apertar com força e bem, um nó ou uma volta.
Urdir:  – Construir uma pinha.


Nós de engates:
 São nós feitos nos chicotes para unir cordas a objetos como argolas, cabos de espessuras maiores esticados em linhas perpendiculares, entre outros:


Olhais e Laçadas:
Olhal é um tipo de laço que não corre (aperta). Os nós as vezes são feitos de tal forma que apertam a carga ao serem tracionadas.

Curiosidades: 

A cabos com fibra de origem natural, metalizado e sintética:

Natural : as fibras mais utilizadas na fabricação destes cabos são compostas por: manilha, sisal, juta, algodão e canhâmo. Geralmente levam o nome da planta a qual a fibra foi extraída. Com o intuito de aumentar a durabilidade delas, são implementados na composição óleo, na qual interfere em 10% no peso.

Metalizado: São cabos compostos por fios metálicos como arame zincado ou aço inoxidável.

Sintética: as fibras mais utilizadas por essa composição são de: poliéster, poliamida, polietileno, prolipopileno e polímeros derivados de petróleo. Essa cordas quando comparadas as de fibra natural, apresentar maior durabilidade, resistência e elasticidade.

Continua!

______________________________________________________________________
Fontes: 
http://www.ancruzeiros.pt
http://www.classesagrupadas.xpg.com.br
http://www.fibrafort.wordpress.com

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: