Biguaçu continua a apostar na construção de barcos e quer criar polo náutico

Depois da desistência da OSX em instalar um estaleiro da empresa OSX em Biguaçu, o braço imobiliário do Grupo EBX, de Eike Batista, propôs investir em um terreno de sua propriedade no mesmo município.

A área de 2,7 milhões de metros quadrados abrigaria um complexo logístico, com armazéns, escritórios, área de aduana, hotel, shopping de outlet e opções de lazer. Um ano depois, nada aconteceu.

Mas, segundo o secretário de Planejamento e Gestão de Biguaçu, Felipe Azmuz, independente dos investimentos de Eike Batista, a cidade continua apostando na indústria de barcos. A ideia, agora, é criar um polo náutico, uma vez que o município já abriga marinas.

Azmuz diz que Biguaçu vai dimensionar ações de infraestrutura para desenvolver uma cadeia produtiva, desde a fabricação de insumos para os barcos, como motores e mobiliário, até a produção de embarcações.

A cidade busca apoio do governo federal para construir um mole na foz do Rio Biguaçu e criar condições para a instalação de empresas. O secretário afirma que, por ano, pelo menos cinco empresários do setor náutico mostram interesse em investir no município.

Fonte: DIÁRIO CATARINENSE

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s