• Univali

  • Seja você também um profissional da construção naval!

  • Curta nossa FanPage

  • Equipe Ubá Suy Aram

    Desafio Solar Brasil

  • ANI

  • Livro de Regras ABS

    ABS - 2008
  • Principais Estaleiros no Mundo

  • Programação de Navios

    Programação de Navios
  • Arquivos

Espuma de madeira como isolante térmico e acústico

Espuma de madeira para revestimento térmico
A espuma de madeira é leve e pode ser conformada em placas de
espuma rígida ou em tapetes de espuma flexível. [Imagem: Fraunhofer WKI]

Revestimento térmico de madeira

Enquanto os escudos à prova de calor não chegam ao mercado, é possível melhorar a qualidade dos materiais usados no isolamento térmico. Engenheiros criaram uma espuma feita de madeira que poderá substituir os plásticos petroquímicos usados atualmente em refrigeração, ar-condicionado e outros revestimentos.

As espumas expansíveis são isolantes térmicos de ótima qualidade, mas têm estado na mira dos ambientalistas, que clamam pela sua substituição por materiais não derivados do petróleo. Volker Thole, do Instituto de Pesquisas da Madeira, na Alemanha, encontrou um substituto usando resíduos da indústria da madeira.

“Nossa espuma de madeira pode ser usada exatamente da mesma forma que as espumas poliméricas expansíveis convencionais, mas é um produto totalmente natural feito a partir de matérias-primas sustentáveis,” disse ele. A técnica consiste em moer os cavacos de madeira até que as partículas tornem-se uma massa viscosa.

O próximo passo é adicionar gás a essa massa para expandi-la, criando a espuma que é endurecida com a ajuda de substâncias também extraídas da madeira. “É um pouco como assar um bolo, quando a massa cresce e se torna firme no forno,” explica o professor Thole.

Espuma de madeira

A espuma de madeira é leve e pode ser conformada em placas de espuma rígida ou em tapetes de espuma flexível. Segundo Thole, embora vários outros grupos tenham produzido espumas de madeira antes, nenhum desses produtos conseguiu competir com os isolantes térmicos derivados de plásticos, apresentando uma degradação rápida devido a uma acomodação das fibras de madeira no centro do material.

“Analisamos as nossas espumas de madeira de acordo com as normas aplicáveis aos materiais isolantes. Os resultados foram muito promissores: nossos produtos tiveram pontuação alta em termos de suas propriedades termo-isolantes e mecânicas, bem como hígricas, características relacionadas com a umidade,” disse Thole.

Agora a equipe está avaliando diversos tipos de madeira para ver qual delas produz a melhor espuma termicamente isolante. No longo prazo, a equipe espera desenvolver uma variedade da espuma de madeira que possa substituir o poliestireno expandido, o conhecido isopor.

Fonte: Site Inovação Tecnológica

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: