• Univali

  • Seja você também um profissional da construção naval!

  • Curta nossa FanPage

  • Equipe Ubá Suy Aram

    Desafio Solar Brasil

  • ANI

  • Livro de Regras ABS

    ABS - 2008
  • Principais Estaleiros no Mundo

  • Programação de Navios

    Programação de Navios
  • Arquivos

Por onde anda?

Nesta seção vamos entrevistar egressos do curso de Tecnologia em Construção Naval, conhecendo um pouco da suas histórias e a diversidade de opções que a grande área da construção naval nos oferece.


 


 

Nome: Felipe José Machado

Idade: 24 anos

Cidade que mora: Balneário Camboriú

Início e término do curso: 2008/2011

Profissão atual: Praticante de 2º Oficial de Náutica da Marinha Mercante

DSCN6392

Blog NavalUnivali: O que você fazia antes de iniciar o curso?

Felipe José Machado: Após concluir o Ensino Médio fiquei durante um ano fazendo alguns cursos, trabalhei e também tentei ingressar na Escola Naval, mas não obtive êxito.

Blog NavalUnivali: Como e porque escolheu cursar Tecnologia em Construção Naval?

Felipe José Machado: Sempre gostei de navios e da Marinha. Como não obtive êxito na prova para a Escola Naval, comecei a cursar Construção Naval, mas ainda com o pensamento de tentar novamente a Escola Naval, o que acabei desistindo, pois com o passar do tempo, gostei do curso e resolvi continuar.

Blog NavalUnivali: Dentre o corpo docente (mestres e professores) como você descreve esse grupo?

Felipe José Machado: Acho que como em qualquer curso, sempre haverá aquele que mais se destaca, seja pelo conhecimento ou pelo método de ensino.

Blog NavalUnivali: Quanto à universidade contribuiu para o seu crescimento profissional?

Felipe José Machado: Muito. Não estaria onde estou hoje se não tivesse entrado para a universidade.

Blog NavalUnivali: Hoje você utiliza o que aprendeu durante os semestres na faculdade?

Felipe José Machado: Uma boa parte.

Blog NavalUnivali: Gostou do curso? Recomenda? Por quê?

Felipe José Machado: Gostei, mas recomendo para aqueles que já possuem um foco. Precisa-se saber até onde se quer chegar.

Blog NavalUnivali: Qual a disciplina que você se interessava mais e por quê?

Felipe José Machado: Difícil responder essa. Terei que dizer mais de uma. (rs) Projeto do Navio, Máquinas Marítimas I e II. Gostava muito de usar os Softwares para projetos e sempre gostei de qualquer tipo de máquina ou equipamento.

Blog NavalUnivali: Acredita que falta alguma disciplina ou assunto importante durante o curso? Qual e por quê

Felipe José Machado: Acho que deveria haver mais disciplinas práticas, pelos menos na minha época, não sei como está atualmente.

Blog NavalUnivali: Conte em que área você trabalha hoje e como chegou aqui. Porque escolheu essa área?

Felipe José Machado: Hoje sou Praticante à 2º Oficial de Náutica da Marinha Mercante, esperando para embarcar. Como disse anteriormente, sempre gostei da Marinha. Durante o curso de Construção Naval conheci a Marinha Mercante devido a alguns colegas de turma. Pesquisei sobre o assunto e vi que poderia ingressar através da EFOMM ou ASON. Como já estava na metade do curso, resolvi terminar a faculdade e depois prestar o concurso para o ASON.

Blog NavalUnivali: Pretende se aprimorar ou se especializar em Construção Naval? Em que área e por quê?

Felipe José Machado: Pretendo agora seguir carreira na Marinha Mercante e se possível me tornar um CLC (Capitão-de-Longo-Curso). A princípio esse é o objetivo.

Blog NavalUnivali: Qual o título do TCC?

Felipe José Machado: Proteção Catódica para o casco de embarcações: Anodos de Sacrifício e Corrente Impressa

Blog NavalUnivali: Porque desse título?

Felipe José Machado: Achei que foi um tema pouco abrangido durante o curso e resolvi da maior ênfase.

Blog NavalUnivali: Como foi o desempenho do seu orientador ele lhe ajudar a desenvolver o TCC?

Felipe José Machado: Bom. Eu que deveria ter me dedicado um pouco mais.

Blog NavalUnivali: Deixe um incentivo ou um recado aos futuros profissionais navais

Felipe José Machado: Desejo boa sorte a todos e que possam obter sucesso em suas carreiras. Estudem Inglês, mas estudem de verdade, lutem por seus objetivos e façam algo que realmente gostem e não o que dá mais dinheiro.

Keppel Singapura

 

 


Nome: Jhonatan Acacio Silva

Idade: 23 anos

Cidade que mora: Santo Amaro da Imperatriz

Início e término do curso:  2008/1 a 2011/1

Profissão atual: Modelador e Construtor Naval (Área de lazer em fibra de vidro) e Mestrando em Engenharia mecânica .

Jhonatan

 

 

Blog NavalUnivali: O que você fazia antes de iniciar o curso?

Jhonatan Acacio Silva:  Modelador e Construtor Naval (Área de lazer em fibra de vidro).

 

Blog NavalUnivali: Como e porque escolheu cursar Tecnologia em Construção Naval?

Jhonatan Acacio Silva: Para buscar conhecimento técnico e teórico na  área de atuação, e procurar novos opções de trabalho.

 

Blog NavalUnivali: Dentre o corpo docente (mestres e professores) como você descreve esse grupo?

Jhonatan Acacio Silva: Grupo muito experiente na área naval.

 

Blog NavalUnivali: Quanto à universidade contribuiu para o seu crescimento profissional?

Jhonatan Acacio Silva: Sim, teve grande importância,pois consegui conciliar pratica com teórica.

Blog NavalUnivali: Hoje você utiliza o que aprendeu durante os semestres na faculdade?

Jhonatan Acacio Silva: Sim.

 

Blog NavalUnivali: Gostou do curso? Recomenda? Por quê?

Jhonatan Acacio Silva: Sim, recomendo a todos que tenham afinidades com a área, o curso abrangem todos os tipos de construção desde madeira, aço e fibra de vidro.

 

Blog NavalUnivali: Qual a disciplina que você se interessava mais e por quê?

Jhonatan Acacio Silva: Construção Naval I, pois tinha aula teórica e pratica além de acompanhar o desenvolvimento de uma embarcação.

 

Blog NavalUnivali: Acredita que falta alguma disciplina ou assunto importante durante o curso? Qual e por quê

Jhonatan Acacio Silva: Uma disciplina mais especifica na área de compósito, pois é um mercado que esta crescendo cada vez mais.

 

Blog NavalUnivali: Conte em que área você trabalha hoje e como chegou aqui. Porque escolheu essa área?

Jhonatan Acacio Silva: Trabalho no desenvolvimento e construção de embarcações de esporte e recreio, pelo fato do meu pai atuar nessa área, acabei seguindo a profissão dele.

Blog NavalUnivali: Pretende se aprimorar ou se especializar em Construção Naval? Em que área e por quê?

Jhonatan Acacio Silva: Sim, tenho vontade de fazer uma especialização na área de projeto e desenho de embarcações.
Blog NavalUnivali: Qual o título do TCC?

Jhonatan Acacio Silva: Projeto de uma embarcação de esporte e recreio de 27 pés.

 

Blog NavalUnivali: Porque desse título?

Jhonatan Acacio Silva: Por ser o desenvolvimento completo de um projeto de uma embarcação na área em que atuo.

 

Blog NavalUnivali: Como foi o desempenho do seu orientador ele lhe ajudar a desenvolver o TCC?

Jhonatan Acacio Silva: Tive um bom suporte. 

 

Blog NavalUnivali: Deixe um incentivo ou um recado aos futuros profissionais navais

 Jhonatan Acacio Silva: Procurem uma campo de atuação e se aprofundem nesta escolha, pelo mais simples que possa ser seu interesse hoje, uma graduação em construção naval abre as porta para diversas oportunidades. O titulo Tecnólogo em construção naval permite, por exemplo fazer um mestrado em uma área tecnológica qualquer como Engenharia Mecânica, onde você pode seguir carreira como Professor ou atuar na área da sua especialização. A inicio toda área você inicia por baixo, como auxiliar, mas com vontade e dedicação pode alcançar o que tem vontade.

 



O Vistoriador é um profissional qualificado e habilitado para atividades de Classificação e Certificação, atuando em nome de uma Sociedade Classificadora, tanto para assuntos de Classe quanto para Estatutários onde a Classificadora é reconhecida pela Autoridade Marítima de determinado país. O Por Onde Anda deste mês traz a egressa Vanessa de Carvalho que é a primeira vistoriadora da Naval Univali. Vanessa fala sobre sua profissão e a importância de ter o registro no CREA, que sem ele, não seria possível chegar a seu atual emprego. Confira!!

Nome: Vanessa de Carvalho

Idade: 24 anos

Cidade que mora: Santos-SP

Início e término do curso: 2006 – 2010

Profissão atual: Vistoriadora Naval

Blog NavalUnivali: O que você fazia antes de iniciar o curso?

Vanessa de Carvalho: Trabalhava em negócios da família. Nada relacionado a área naval.

Blog NavalUnivali: Como e porque escolheu cursar Tecnologia em Construção Naval?

Vanessa de Carvalho: Eu queria algo diferente que envolvesse o que eu mais gostava no colégio. Dos cursos oferecidos, Construção Naval, foi o que mais me chamou a atenção pela grade curricular, então resolvi me inscrever.

Vanessa na colação de grau em 2010.

Blog NavalUnivali: Dentre o corpo docente (mestres e professores) como você descreve esse grupo?

Vanessa de Carvalho: Da minha época de acadêmica para agora, acredito que o corpo docente deve ter alterado muito, mas todos os meus professores eram ótimos profissionais, claro que alguns tinha mais didática que outros, mas todos eram muito capacitados.

Blog NavalUnivali: Quanto à universidade contribuiu para o seu crescimento profissional?

Vanessa de Carvalho: Muito. O Curso que me deu todo o embasamento e o Título que me proporcionou fazer o que faço hoje!

Blog NavalUnivali: Hoje você utiliza o que aprendeu durante os semestres na faculdade?

Vanessa de Carvalho: Sim. Tudo o que aprendi acabo por utilizar no que faço hoje, algumas coisas eu tive que me aprimorar, outras apenas entendo o essencial, mas tudo é aplicado. Tudo e um pouco mais.

Blog NavalUnivali: Gostou do curso? Recomenda? Por quê?

Vanessa de Carvalho: Gostei muito, e recomendo! A área naval é fascinante, a partir do momento que você começa a conhecê-la não há como não gostar, além de que esta área é muito carente de profissionais qualificados, e o mercado de trabalho é um leque de oportunidades!

Blog NavalUnivali: Qual a disciplina que você se interessava mais e por quê?

Vanessa de Carvalho: Eu gostei muito da disciplina de máquinas marítimas, de projeto do navio, arquitetura e todas que eram específicas da área naval, desde suas estruturas ao seu modo de operação.

Blog NavalUnivali: Acredita que falta alguma disciplina ou assunto importante durante o curso? Qual e por quê?

Vanessa de Carvalho: A carga horária do curso é muito limitada o que faz com que algumas disciplinas sejam apenas introduzidas. Mas, acharia interessante uma disciplina que enfatiza-se a parte de estudos de pesos e estabilidade, e alguma que abrangesse a parte de operação e tipo de embarcações.

Vanessa com os colegas da faculdade no COPINAVAL em São Paulo/2007.

Blog NavalUnivali: Conte em que área você trabalha hoje e como chegou aqui. Porque escolheu essa área?

Vanessa de Carvalho: Sou Vistoriadora Naval em uma Certificadora de embarcações, trabalho na filial de Santos/SP, certificando embarcações de até 500 AB propulsadas e 2000 AB não propulsadas. Eu escolhi esta área, pois gosto da parte de construção, mas também de manutenção, de operação e não consegui me limitar em acompanhar a embarcação apenas durante um desses processos. Como Vistoriadora eu tenho contato com todos os tipos de embarcações (apoios marítimo, rebocadores, empurradores, ferry boats, escunas, lanchas, cabreas, chatas, etc..) e as acompanho desde as construção á sua operação!

Blog NavalUnivali: Pretende se aprimorar ou se especializar em Construção Naval? Em que área e por quê?

Vanessa de Carvalho: Sim. A curto prazo que fazer uma pós graduação em estruturas navais, e futuramente o título de engenheira, mas não quero sair da área naval.

|Vanessa nos conta que para ser uma inspetora os requisitos são: Ser tecnólogo(a) em Construção Naval ou Engenheiro(a) Naval, e ter o registro do CREA. Além disso, tendo o registro do CREA, que é obrigação para a profissão dela, existem inúmeras vantagens com ele, por exemplo: ” _ eu fiz meu plano de Saúde Nacional pelo CREA-SP onde ganhei um desconto considerável! Diz ela.” 

Vanessa é vistoriadora naval da empresa Autoship.

Blog NavalUnivali: Qual o título do TCC?

Vanessa de Carvalho: Processos de Soldagem na Construção de Embarcações no Vale do Itajaí-SC 

Blog NavalUnivali: Porque desse título?

Vanessa de Carvalho: Quando fiz meu TCC eu não trabalhava na área naval, mas a minha dupla sim (Renan Nunes, que já participou do “por onde anda?”). Ele era encarregado de Solda em um estaleiro, então decidimos utilizar os conhecimentos de campo dele em nosso TCC.

Blog NavalUnivali: Como foi o desempenho do seu orientador ele lhe ajudar a desenvolver o TCC?

Vanessa de Carvalho: Acredito que a Participação efetiva do Orientador no desenvolvimento do TCC, depende mais do aluno do que de qualquer outro fator. E sabendo disso, acredito que meu Orientador desempenhou seu papel tanto quanto eu o requisitei.

Blog NavalUnivali: Deixe um incentivo ou um recado aos futuros profissionais navais.

Vanessa de Carvalho: Essa foi a Epígrafe do meu TCC, que pra mim resume tudo:

“Que os vossos esforços desafiem as impossibilidades, lembrai-vos de que as grandes coisas do homem foram conquistadas do que parecia impossível”. Charles Chaplin. 

__________________________________________________________________

Entrevistas anteriores:

____________________________________________________________________

Rafaela Anciutti Zardo (estudante ASON/M) – A área naval oferece diversas oportunidades de carreira. Uma delas é ingressar na escola da Marinha Mercante do Brasil e se formar como Segundo Oficial de Náutica ou Máquinas (ASON/M). O Por Onde Anda tem a honrar de apresentar a egressa Rafaela Zardo, que é a primeira Tecnóloga do curso de Construção Naval da Univali a ingressar no ASOM. Ela dá dicas para quem quer seguir carreira embarcado, viajando por águas nacionais e internacionais .

Renan Alves Nunes (Supervisor de Solda) – Renan trabalhava em um escritório de contabilidade e se interessou pelo curso de construção naval por causa da grande expansão que vinha acontecendo no mercado naval. Mudou de profissão, e hoje ele é um Supervisor com apenas 24 anos! Veja o que Renan traçou pra chegar onde ele está hoje!

 Thiago Lemos (Praticante de Máquinas) – Thiago Lemos é recém Praticante de Máquinas da Marinha Mercante do Brasil! Quando ainda em terra firme, sonhava em trabalhar embarcado, e hoje o mesmo recebe propostas diversas de empregos e uma parte dos seus sonhos ele concluiu! Veja oque o Thiago tirou proveito do curso, que segundo ele, serviu de base para concluir o ASOM com êxito! Além do mais, Thiago nos conta sobre seus orientadores de TCC, sobre o corpo docente e sobre o amplo mercado de trabalho! 

Ariane Fernanda de Souza (Projetista Naval) – Ariane foi uma das primeiras mulheres a se formarem Tecnólogas em Construção Naval na Univali. O seu Trabalho de Conclusão de Curso foi um projeto de embarcação de esporte e recreio. Ariane, que sempre gostou de desenho técnico e softwares de desenho e modelagem, hoje ela trabalha em um estaleiro como projetista naval. Ela é a prova viva, assim como outras mulheres que estão atuando no mercado naval, de que o caminho está aberto para ambos os sexos e basta determinação para chegar lá!  Vejam o que Ariane relata da sua experiência como ex-acadêmica e atualmente projetista naval ! 

 Eduardo Augusto Vidolin (Estudanto ASON) – Eduardo Vidolin, da 4º turma do Curso de Tecnologia em Construção Naval da Univali, estudante aplicado, ex-professor de matemática e inglês, e foi contemplado com o 1º lugar na prova escrita do ASON/II-2011. Vejam o que o Eduardo nos fala a respeito da sua vida acadêmica e profissional, e o que ele dirá aos futuros tecnólogos!

José Bicca Larré Neto (Segundo Oficial de Náutica da Marinha Mercante) – Egresso da primeira turma de Técnologia em Construção Naval da Univali, o Bicca, é o primeiro egresso a ser Segundo Oficial Náutico da Marinha Mercante. Acompanhe aqui a sua trajetória e veja o que ele tem a dizer sobre o curso.

Renan Raul da Silva  (Planejamento e  controle de produção) – Renan nos relata como foi o seu período acadêmico no curso de Tecnologia em  Construção Naval da Univali. Ele aterrissou no curso de paraquedas, sem saber se ia ficar. Hoje trabalha no planejamento e  controle de produção de uma empresa multinacional e no desenvolvimento do TCC abordou questões ambientais e energias sustentáveis para porta-contêineres!

João Victor Nogueira Cavalcanti (Operador de máquina de usinagem – CNC, Desenhista CAD)- O primeiro entrevistado e que vai inaugurar essa nova seção do blog é o João Victor. Egresso do segundo semestre de 2011, João nos relata o que fazia antes de ingressar na faculdade, porque escolheu a construção naval, o que faz atualmente e outros detalhes da sua trajetória.

8 Respostas

  1. Aew João, muito massa toda essa entrevista, é isso mesmo, vamos nos dedicar e abraçar o mercado na área naval, pois como temos poucos profissionais qualificados na área podemos nos sobresair.
    Abraços.

  2. Acho o Renan um grande exemplo para quem realmente quer ser bem sucedido na profissão que escolheu. Além do que, durante esse tempo de faculdade, a sua dedicação foi essencial para o seu sucesso. Parabéns Renan, tens um caminho iluminado pela frente, e que você continue sempre assim, dedicado, concentrado e compenatrado nos seus ojetivos.

  3. meu nome é gleiciane tenho 24 anos e tenho um grande sonho que é me formae e ter como carreira algo ligado a construçao naval sempre fui apaixonada pelo mar a agua ,gostaria muito de poder esta fazendo este curso tecnologia em construçao naval mas infelismente não posso pagar o curso ,e me contento simplismente em ver esses comentarios de quem ja consiguio chegar la beijos ………….

    • Gleiciane,

      Não deixe os teus sonhos escaparem por entre os teus dedos! Você pode sim fazer o curso de Tecnologia em Construção Naval. Consulte o site da UNIVALI através do link no Blog da NAVAL e confira as possibilidades de ingresso: vestibular, ENEM e Processo Seletivo Especial. A universidade oferece uma série de possibilidades de bolsa de estudo e financiamento para quem quer estudar!

  4. muuito bom essa entrevista, comerço de 2013 se Deus quizer e eu sei que ele quer, to comerçando minha faculdade de tecnologia em construção naval.

  5. Isso ai pessoal dedicação total, pois naval está cada dia mais crescendo..
    Admiro muito vocês em especial a minha amiga Ariane..
    Saudades de todos..
    è um orgulho ter estudado com vocês.

  6. Meus amigos e colegas.
    Sinto-me gratificado, em ver a vitoria de cada um, (muito mais farão parte dessa lista) porque sei que venceram com seus esforços e desempenho, pois são pessoas da mais alta qualidade, tanto na vida pessoal, como na profissional, da mesma forma como enfrentaram (nos profe’s) com dignidade e respeito só faz de todos magnificos vencedores.
    Obrigado pelas vitorias das quais com certeza fizemos parte, nas pequenas orientações que podemos dar a voces, graças ao nosso curso de CONSTRUÇÃO NAVAL.

  7. Sou montador naval e estou em duvida se faço o técnico primeiro, ou se já faço o tecnólogo. Se alguém puder me orientar agradeço.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: